31 de agosto de 2010

Literatura - Macaco Simão (e a velha)

O brincar é uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento e a educação da criança. Brincando, a criança tem oportunidades de exercitar suas funções psico-sociais, experimentar desafios, investigar e conhecer o mundo de maneira natural e espôntania. 
Apresente a história através de narrativa ou por meio de vídeos, deixando mais aflorada a imaginação da criança para a segunda parte, com atividades diversas. Depois de ler proponha uma atividade utilizando essas idéias e que você poderia aplicar com seus alunos. Estude como poderia adaptar as sugestões abaixo para desenvolver com seus alunos estimulando noção de espaço, direção, lateralidade e tempo, formas, situações-problema, etc. Esses conceitos podem ser aplicados em situações dentro e fora da sala de aula como no recreio, nas atividades com o próprio corpo em relação ao espaço, nos jogos e atividades de linguagem oral.
Depois, conhecidas as primeiras noções de formas geométricas, pedir que façam com massa de modelar as formas para compor o boneco da história.  Isso ajuda a perceber a diferença e semelhanças entre círculos, quadrados, triângulos e retângulos. Na sequência realizar atividades de reconhecer figuras geométricas presentes em elementos naturais e objetos criados pelo homem.

Brincar de ¨Macaco Simão¨
Regras do jogo: Ao comando da professora a criança fará o que é pedido.
Exemplo: Macaco simão mandou Paulo colocar sua lancheira longe da sua mesa.
Macaco Simão mandou Marcia ficar longe da porta. Macaco Simão mandou todos os alunos pular num pé só, e assim por diante.
Problema de Macaco...
a) Macaco Simão tinha 5 bananas, e ganhou 1 banana maçã. Quantas frutas ficaram ao todo?
b) No parque tinham 6 macaquinhos, 2 chipanzés e 3 micos dourados. Quantos macacos tem ao todo?
Obs: Utilizar material concreto como recurso de contagem. Cada criança representa os problemas em seguida.
Sequência numérica
As crianças recebem uma ficha com a sequência de 1 a 20, faltando alguns números, diferentes em cada cartela. Macaco Simão separou 20 bananas para cada aluno, porém, como estava faminto comeu algumas. Conte e espere a reação do grupo. Questionar a sequência, os números que vêm antes e depois. Depois, em forma de bingo, chamar os numerais e as crianças vão preenchendo. Ganha quem preencher sua ficha primeiro. 
Ex: 1,___, 3, 4, 5,___, ____, ____, 9.
Estimativas
Colocar algumas bananas (ou gravuras)  num recipiente e questionar quantas tem, fazer a contagem correspondente só depois que eles estimarem a quantidade. Cada um fala a sua.
Caixa do tira e põe
Na roda de conversa colocar algumas quantidades de bananas e outras frutas e contar com o grupo. Depois, com uma caixa de sapato adicionar e retirar quantidades. Colocar na frente das crianças 3 bananas, depois + 2 e + 2. Misturar tudo e perguntar: Quantas tem? Em seguida, tirar 2... quantas tem agora? As crianças também fazem operações para o grupo adivinhar. Pode-se fazer uma competição e as crianças representam o placar.
Claro ou escuro?
Expor algumas cores ao grupo, questionar as cores de objetos, roupas, coisas da sala.  Lembrá-los da cor do alcatrão (escura). Todos recebem alguns retângulos coloridos e vão dizer as cores. Quais são as claras e as escuras? O cinza é claro junto ao preto... escuro junto ao branco... o verde pode ser claro ou escuro... Em seguida, entregar cartelas divididas em dois espaços para pintar cores claras e/ou escuras separadamente.
Bingo numérico
Fazer o bingo e ao chamar os numerais uma criança escreve no quadro o número, e os outros marcam na cartela.
Tira numérica
Com a ajuda do grupo colocar as fichas de numerais na sequência de 1 a 10 formando uma tira numérica. Sugira que fechem os olhos, em seguida, retire um número para que uma criança escolhida descubra o número que foi tirado. Essa criança representa o numeral retirado e ganha uma ficha com coração/numeral de brinde.
Contando formas
Cada criança receberá formas recortadas em duplex colorido. Expor para o grupo as formas, deixar manusear criando uma construção. A professora conversa com o grupo fazendo questionamentos. O que você pode formar? Como ex: Quais formas têm na sua construção? Quantos quadrados? Quantos triângulos? Quantos círculos? Quantos retângulos? Ao todo quantas formas?
Correspondência número / numeral
Dar para cada criança objetos com os quais possa fazer a correspondência: palhaços x chapéus; copinhos x colherinhas; animalzinho x filhotes etc, Em seguida, questionar, contar, comparar etc.
Trilha de números
Desenhar no chão uma trilha sem números. A professora explicará que a criança ao jogar o dado irá pegar o numeral (numerais de plástico) correspondente ao do dado e colocar no espaço da trilha, seguindo a seqüência numérica. Representar no caderno a trilha numérica.
Caixa da sorte
Colocar numa caixa uma determinada quantidade de tampas. A caixa irá passar por todas as crianças. As mesmas tentarão adivinhar quantas tampas têm dentro da caixa e anotar as possibilidades. Depois a professora abrirá. Quem acertar ganhará uma ficha com o valor de 3 pontos. No final do jogo fazer a contagem de pontos e a representação dos pontos.
Sorteio dos números
Colocar números dentro da caixa surpresa. Sortear 6 crianças e pedir que cada uma retire um número. Todos devem fazer no caderno o registro do número retirado e representar com desenho, a quantidade correspondente.
Problemas
Criar probleminhas com material concreto. Fazer saquinho surpresa. Expor no centro da rodinha bonecos, carros, estrelas, palitos de picolé e outros. Com ajuda da professora criar probleminhas com os objetos. Observar a integração do grupo.
Sequência numérica
Usar blocos lógicos e escolher duas formas (quadrado, triângulo e círculo, por exemplo). Fazer a sequência no quadro e pedir que observem e continuem a sequência. Fazer questionamentos, perguntando o que vem depois do círculo, por exemplo. Deixar cada criança pegar os blocos e criar sua sequência livremente.
Correspondência
Distribuir para as crianças (palitos e bolinhas) para formar  picolés de banana. Solicitar que para cada palito corresponda uma bolinha. Cada criança receberá 5 palitos e 5 bolas. Contagem com os picolés.
Trilha de letras
Entregar para cada criança uma trilha de quadrinhos. Pedir que represente o seu nome colocando uma letra em cada quadrinho. Depois, contar para ver quantos quadrinhos usou para escrever o seu nome e quantos sobraram. Colocar no caderno.
Caça às bananas
Levar a turma para o parque, onde serão escondidas várias fichas. Cada uma terá o seu valor, a quantidade de pontos que poderá ser decidido anteriormente com a turma. As crianças terão que encontrar um maior número possível de fichas/banas. Em seguida, deverá ser realizada a contagem no grupão e cada criança representará no caderno.
Jogo da memória
Dividir a turma em grupos de quatro crianças. Cada grupo receberá um jogo contendo pares de números. A professora organizará o jogo no chão e a criança tentará achar o par correspondente. A criança terá o direito a jogar duas vezes se não conseguir as peças iguais. O jogo permanecerá na mesma posição. Representar no caderno os pares de números que conseguiu ganhar no jogo. 
História do Macaco Simão
Parte I

Parte II

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre em contato conosco

*
*
*
*
*
contact form faq verification image

Email forms generated by 123ContactForm