15 de maio de 2010

Plano de aula com carta e bilhete


Bloco de Conteúdo      
Língua Portuguesa
Conteúdo
Gênero textual: “carta e bilhete”
Conteúdo relacionado
Produção oral e escrita;
Meios de comunicação formal e informal
Objetivos
- Trabalhar, através da música, os gêneros carta e bilhete.
- Produzir texto oral e escrito , coletivo e individual, dentro dos gêneros indicados.
- Oferecer informações estruturais de carta e bilhete destacando suas diferenças.
- Identificar as finalidades destes gêneros textuais e suas organizações de escrita.
- Reforçar os conhecimentos ortográficos e de pontuação adquiridos anteriormente.
- Despertar o gosto pela música.
Ano
3ª série ou  4º ano
Tempo necessário
 
6 aulas
Material Necessário
Caderno de linguagem para produção, papel de carta, lápis, borracha. Música e letra de "A carta" cantada por Erasmo Carlos e Renato Russo  (opção para Papagaio louro de domínio popular).
Desenvolvimento
1ª Etapa
Comece conversando com seus alunos sobre a forma como as pessoas se correspondiam antigamente para saber notícias de outra pessoa explicando que, até no século passado,  era o único meio de comunicação entre pessoas que moravam distantes umas das outras. Informe-os, que hoje, podemos nos comunicar de várias formas, como e-mail, telefone fixo, celular, mensagens pelo telefone, redes sociais, blogs,etc. 
Em seguida, explique que uma forma de correspondência simples e informal entre pessoas que se encontram na mesma cidade ou local, é o bilhete. Em seguida elabore coletivamente e envie um bilhete para os pais perguntando se alguém da família tem uma carta antiga para colaborar com a aula.
2ª Etapa
Acompanhe os alunos na leitura da resposta do bilhete que veio de casa. Se houve colaboração, leia a(s) carta(s) para conhecerem o vocabulário e o contexto de quando e onde foi produzida. Em seguida, mostre um exemplo deste gênero textual através da música “A carta” de Erasmo Carlos (tocar várias vezes). Questione-os se perceberam alguma palavra desconhecida para que busquem no dicionário, quando foi escrita, quem assinou, para quem mandou, pois a carta só apresenta o corpo. Veja  os textos complementares de carta e atividade sequencial no final deste plano.
3ª Etapa
Faça um trabalho de reescrita coletiva, da carta cantada, no quadro retomando a leitura do início antes de avançar e peça que destaquem as palavras que o escritor usou para deixar a carta mais bonita, bem como, as novas, usadas pelo autor do texto. Na sequência, buscar no dicionário o significado das novas palavras e, também, para percebam o vocabulário formal usado no século passado. Faça uma análise entre a antiga e uma carta atual para verificarem os elementos que compõem a estrutura correta do gênero carta como um meio mais formal de comunicação, que segue um padrão de formatação:
- cabeçalho (cidade, dia, mês e ano)
- abertura (querido amigo, “nome”, amigo “nome”, etc.)
- corpo do texto (o objetivo do envio da carta)
- saudação (um beijo, um abraço, etc.)
- assinatura.
Peça que copiem a carta em seus cadernos, assim ficarão com um modelo completo.  
4ª Etapa
Agora eles podem criar coletivamente uma carta para alguém real com assunto de interesse deles. Vá anotando num papel o que eles falam e depois, com a ajuda deles reescreva a produção chamando a atenção deles para ver se o mesmo está fácil de entender, se não tem muitas palavras repetidas, falta de pontuação, acentuação, etc. (coerência e coesão).
5ª Etapa
Retome o bilhete enviado aos pais e explique sua estrutura informal e simples e, o que o difere da carta. Peça que escrevam um bilhete para um colega de outra sala com assunto escolhido por eles e realize um “Correio Elegante” (supervisionado pelo professor) na escola.  
Avaliação
Durante o desenvolvimento da atividade, é possível avaliar através da produção oral e escrita se dominam os dois tipos de gêneros. Verifique se assimilaram os conhecimentos construídos através da análise linguística e se absorveram algum vocábulo novo. Veja também se conseguem distinguir a utilidade de cada um dos gêneros e, se durante a produção ele argumenta para defender o seu ponto de vista e se colabora durante o processo, percebendo assim, se os gêneros textuais apresentados foram apreendidos durante a reescrita e a produção. Para saber se gostaram do trabalho com música, observe se eles cantam e se pedem para ouvi-la outras vezes.

Texto Complementar: A carta.
Escrevo-te estas mal traçadas linhas meu amor, por que veio a saudade visitar meu coração.
Espere que desculpe os meus erros, por favor, nas frases desta carta que é uma prova de afeição.
Talvez tu não a leias, mas quem sabe até dará resposta imediata me chamando de meu bem.
Porém o que me importa é confessar-te uma vez mais
Não sei amar na vida mais ninguém.
Tanto tempo faz que li no teu olhar a vida cor de rosa que eu sonhava
E guardo a impressão de que já vi passar um ano sem te ver, um ano sem te amar.
Ao me apaixonar por ti não reparei que tu tivestes só entusiamo
e para terminar amor assinarei
Do sempre, sempre teu...

SUGESTÃO
Dia 09 de outubro é o dia mundial dos correios. Retome o gênero carta com uma discussão aberta com o conhecimento prévio. Sugira uma atividade com o gênero enviando uma carta.
Reveja a estrutura que caracteriza a carta e seu objetivo é comunicar algo a alguém. Ao propor a escrita da carta, sugerimos que as crianças escrevam umas para as outras (em seus endereços) assegurando assim,  que todos participem das duas etapas do processo (envio e recebimento). Outro ponto importante é que os destinatários e os remetentes sejam sorteados pelo professor para garantir que todos na sala recebam uma correspondência.
É interessante realizar a escrita da carta antes da confecção do envelope, pois desta forma o professor terá mais tempo para verificar a ortografia e pontuação com os alunos, antes do envio.
Explicar que é necessário pagar aos correios por seu serviço de entrega. Isso se faz através do selo. O valor do selo depende tanto do peso da correspondência como da distância do destinatário (mesma cidade, outra cidade ou outro país).
A carta segue sempre dentro de um envelope para que seu conteúdo seja revelado apenas à pessoa a quem se destina e carrega as informações de endereçamento, o selo e da data de postagem.
O procedimento mais comum é comprar envelopes prontos, porém, podemos também criar nosso próprio envelope, personalizando a nossa correspondência.

Um comentário:

  1. Obrigada, me ajudou bastante, cantei a música acompanhada de violão para os alunos, foi uma aula incrível, obrigada mesmo <3

    ResponderExcluir

Entre em contato conosco

*
*
*
*
*
contact form faq verification image

Email forms generated by 123ContactForm